Snapshot de disco – o que é e como funciona

Um data center costuma oferecer uma série de recursos para proteger os dados de seus clientes. O snapshot de disco é um deles, utilizado como forma de manter uma cópia segura dos arquivos em um servidor. Só que não é bem assim que ele funciona,

O que é um snapshot?

Como o próprio nome indica, um snapshot é uma “foto” do estado atual do seu servidor. Ele gera uma imagem do status atual do seu disco, salvando metadados de arquivos e configurações realizadas. Assim, em caso de emergência, como corrupção de dados, é possível utilizar um snapshot para uma rápida restauração até o ponto de registro.

Diferença entre snapshot e backup

À primeira vista, o snapshot parece uma alternativa mais interessante que o backup por ocupar menos espaço em disco e permitir uma restauração rápida do sistema. Mas imagine a seguinte situação: você tem diversos projetos em operação em um mesmo servidor. Um deles teve um problema, e é necessário recuperar uma versão anterior. Com um sistema de backup, é só recuperar os dados com problema, sem afetar os demais projetos. No caso do snapshot, todos os arquivos são restaurados para um ponto no passado, inclusive aqueles que não estavam com problemas. Ou seja, as alterações bem-sucedidas dos dados podem ser perdidas. 

Por isso, o snapshot é considerado apenas como uma ação dentro da estratégia de backup, sendo usado em casos específicos, e não como a solução final para salvar os dados do servidor. 

Snapshot pelo OpenStack na Under

O OpenStack permite a criação de snapshot de discos de forma fácil e rápida através do Horizon ou via linha de comando pelo CLI. É possível criar uma rotina de snapshots e fazer uma restauração para um ponto de recuperação com praticidade, além de gerenciar múltiplas instâncias de imagens salvas. 

A Under possui condições especiais para armazenamento de snapshots de discos de forma integrada com o OpenStack. Para saber mais, converse com a nossa equipe.

Confira outros posts