Discos Hot Swap: o que são e para que servem?

Um dos mais importantes componentes em um servidor é o seu disco de storage, onde os dados físicos são armazenados. Como já falamos em outro texto aqui no Under Update, existem dois tipos principais destes discos –  os HDDs e SSDs, cada um com seus prós e contras.

A diferença básica entre eles é que o HDD usa componentes físicos para armazenamento, enquanto o SSD usa componentes eletrônicos. Mesmo assim, por ambos serem discos físicos, eles não estão imunes a falhas, o que pode afetar o uptime de um servidor.

Para evitar destes problemas, arquiteturas com RAID e múltiplos discos são uma alternativa, no qual uma controladora – física ou por hardware – reconhece falhas em discos e aciona unidades secundárias para evitar a perda de dados. 

O RAID é parte essencial para manter um ambiente sempre online, mas ainda assim, discos com falhas devem ser reparados ou substituídos, e este processo físico pode envolver o desligamento de um servidor, causando downtime para a organização.

Neste cenário é que o hotswap entra em cena. Ao empregar drives hot swap em um datacenter, o disco rígido defeituoso poderá ser removido e substituído sem a necessidade de desligar o servidor. No momento em que o novo disco rígido é instalado, a controladora RAID reconhece o dispositivo, copia os dados e já o configura dentro do RAID.

Portanto, para operações em que o alta disponibilidade é essencial, discos hot swap são essenciais para o bom funcionamento dos servidores. Na Under, todos os nossos servidores dedicados conta com RAID e discos hot swap inclusos, garantindo desempenho e robustez para seus ambientes online.

Confira nossas soluções em servidores dedicados com RAID e hot swap em data center Tier 3 e veja os benefícios ao escolher a Under.

Fale com um consultor

Confira outros posts