Cloud Computing: o que é?

Há quase duas décadas a Under atua com computação em nuvem, auxiliando diversas empresas a darem um salto tecnológico nessa inovação que veio para transformar a vida de todo mundo. No entanto, são poucas as pessoas que entendem o que é cloud computing e se questionam sobre “guardar seus arquivos na nuvem”.

O que é cloud computing?

Cloud computing, ou computação em nuvem, é o nome dado a um serviço de computação que utiliza recursos de TI sob demanda – normalmente de armazenamento de dados e processamento de informações – executando esses serviços através da internet e sem ter a necessidade de adquirir um hardware. De forma simples, é como se você comprasse um computador, mas ao invés de receber toda a parte física, você utiliza o navegador para acessá-lo, executar tarefas e salvar arquivos.

Como funciona a cloud computing?

Quando uma empresa adquire um servidor dedicado, ela dispõe de um hardware de uso exclusivo em todos os seus recursos. Já a nuvem é composta de uma série de servidores interligados que compartilham recursos entre si. Isso garante uma das principais vantagens da cloud computing: elasticidade e escalabilidade de recursos. Ou seja, você pode aumentar e reduzir poder de processamento ou espaço em disco de acordo com a necessidade da sua empresa.

Quais as vantagens da nuvem?

Economia: Com a cloud computing, você paga apenas pelo que consome, sem precisar investir em equipamentos ou se preocupar com atualização de hardware.

Agilidade: em pouco tempo você tem seu ambiente pronto para uso, podendo disponibilizar recursos também de forma rápida.

Confiabilidade e disponibilidade: Falhas de hardware não impedem sua nuvem de continuar operando, mantendo seus recursos sempre disponíveis.

Acessibilidade: acesse seus dados na nuvem de qualquer lugar do mundo, de qualque dispositivo com conexão pela internet.

Quais os tipos de nuvem que existem?

Nuvem pública: É quando os recursos da nuvem são fornecidos por terceiros, disponível para qualquer pessoa que deseje esse serviço. Um exemplo disso são os serviços gratuitos do Google Drive.

Nuvem privada: Nesse modelo, a empresa é responsável pela infraestrutura da nuvem, controlando o acesso de usuários aos recursos. Uma empresa com servidor dedicado pode configurar dentro dele um ambiente cloud para facilitar o trabalho remoto, por exemplo.

Nuvem híbrida: É quando você utiliza os recursos dos dois tipos de nuvem para um fim. Empresas de e-commerce podem ter seu software de vendas executando em uma nuvem privada, e contar com uma nuvem pública para ampliar a performance em períodos de alta procura.

Quais os modelos de serviços possíveis com a nuvem?

IaaS: a Infraestrutura como Serviço permite que as empresas desenvolvam suas próprias aplicações através dos recursos de processamento, armazenamento e conectividade da rede so demanda.

PaaS: a Plataforma como Serviço envolve o uso dos recursos fornecidos pelo provedor de serviço para fazer a gestão dos recursos da nuvem conforme sua necessidade.

SaaS: o Software como Serviço faz com que se utilize aplicações de terceiros de forma compartilhada e colaborativa na nuvem.

Diferencias da nuvem da Under

A Under eleva a cloud computing para outro patamar, oferecendo aos seus clientes a melhor nuvem do Brasil. Por ter seus data centers localizados em São Paulo, a Under proporciona baixa latência e máxima conectividade. Além disso, conta com o poder de gerenciamento do OpenStack, um conjunto de ferramentas utilizado pelos principais provedores de tecnologia do mundo. E para facilitar a adesão dos clientes, entrega proteção anti-DDoS de 10 Gbps por servidor, link de 1Gbps com 30TB por cliente e entrada de dados na nuvem sem custo.

Acesse o nosso site e conheça o poder da nuvem da Under.

 

Confira outros posts